Programa de Mentoria

Programa de Mentoria de IT Women

O objetivo do Programa de Mentoria de IT Women é promover a participação e liderança das mulheres na comunidade do LACNIC e no ecossistema da Internet. 

O programa busca promover o desenvolvimento profissional das mulheres na comunidade técnica da Internet da América Latina e o Caribe, promovendo particularmente, seu envolvimento nos espaços de participação do LACNIC. 

Por meio de uma chamada aberta, o programa vai selecionar mulheres profissionais interessadas em produzir um trabalho técnico que documente desafios, experiências e soluções sobre a estabilidade e segurança da Internet. Às selecionadas serão acompanhadas por um líder da comunidade que atuará como mentor na produção de seu trabalho técnico por um período de 6 meses.

O programa oferece o quê?

As participantes selecionadas receberão uma mentoria de 6 meses com os seguintes benefícios:

  1. Designação de um líder da comunidade técnica como mentor.
  2. Acompanhamento do mentor na qualidade de:
    1. tutor na produção do trabalho técnico;
    2. coach para a realização de apresentações e divulgação do trabalho; e 
    3. guia sobre desenvolvimento profissional. 
  3. Oportunidade de apresentar os resultados do trabalho técnico por meio de uma conversa relâmpago no LACNIC 37. 
  4. Acesso a duas capacitações sobre: (a) desenvolvimento profissional e (b) apresentações efetivas.
  5. Acesso gratuito aos cursos oferecidos no campus on-line do LACNIC, inclusive os cursos pagos.
Quem podem candidatar?

Poderão candidatar mulheres com perfil nas áreas técnicas da América Latina e o Caribe que tenham interesse em desenvolver um trabalho técnico que contribua para a implementação e gestão de redes; e/ou para a promoção do uso e implementação de padrões da Internet na região. Esses trabalhos técnicos poderão estar focados no estudo de tecnologias da Internet, bem como na documentação de implementações técnicas. 

Os trabalhos técnicos propostos deverão estar focados em áreas de relevância para a comunidade do LACNIC. As questões de interesse incluem: 

  1. Operação de redes IP (casos de sucesso, melhores práticas, etc.).
  2. Protocolos da Internet (roteamento, switching, etc.).
  3. Serviço de Nome de Domínios (DNS).
  4. Interconexão de sistemas autônomos (Peering, IXPs, CDNs, etc.).
  5. O IPv6: transição, implementação, avanços.
  6. Medições, ferramentas e análise sobre protocolos e a Internet em geral.
  7. Segurança, mitigação de ataques.
  8. Protocolos e experiências relacionadas com a Internet das Coisas (IoT).
  9. Infraestrutura e transporte.
  10. Serviços de valor agregado como VPN, sistemas distribuídos, computação em nuvem, etc.
  11. Programação e automação de tarefas em redes e/ou serviços.

Os selecionados deverão ter disponibilidade para concluir o processo de mentoria e o trabalho técnico proposto dentro dos 6 meses de colaboração estabelecidos. Estimam-se pelo menos 4 encontros com o mentor designado e 2 capacitações sobre soft skills ao longo dos 6 meses, mais o tempo necessário para o desenvolvimento do trabalho técnico.

Seis participantes serão escolhidos em 2021 para aproveitar esse programa.

Como é o processo de seleção?

A chamada 2021 do Programa de Mentoria de IT Women já está aberta. As candidaturas serão recebidas da quarta-feira 29 de setembro à sexta-feira 29 de outubro de 2021 às 23h59 UTC-3 (horário do Uruguai).

Todas as candidaturas deverão ser preenchidas usando o formulário on-line disponível em: https://mentoreo.lacnic.net. O formulário on-line de candidatura inclui informações sobre a experiência profissional da candidata e uma descrição do trabalho técnico proposto. 

As candidaturas recebidas serão avaliadas por um comitê de seleção do programa formado por três membros da equipe do LACNIC: Guillermo Cicileo, Líder de Pesquisa e Desenvolvimento em Infraestrutura na Internet; Graciela Martinez, Líder do LACNIC CSIRT; e Laura Kaplan, Gerente de Desenvolvimento e Cooperação.

Os critérios de seleção são: (a) formação técnica da candidata; (b) tema do trabalho proposto e relevância para a comunidade do LACNIC; e (c) viabilidade de desenvolver o trabalho técnico proposto dentro do prazo da mentoria.

As participantes selecionadas serão anunciadas na quinta-feira, 11 de novembro de 2021.

Quais são as datas do processo?

Recepção de candidaturas: Da segunda-feira, 29 de setembro à quarta-feira, 29 de outubro de 2021 às 23h59 (UTC-3).

Anúncio dos vencedores: 11 de novembro de 2021

Período de Mentoria: 16 de novembro de 2021 a 8 de abril de 2022.

Por consultas, comunique-se pelo e-mail: mentoreo@lacnic.net

Conheça os participantes selecionados na edição anterior

Vanessa de Oliveira Mello, Brasil.

Mentor: Carlos M. Martinez

Vanessa trabalha como engenheira de redes e segurança em uma empresa de aquisição de cartão de crédito. Ela tem três anos de experiência em telecomunicações e dez em computação. Gerenciou um sistema autônomo, fez migrações de datacenters, desenvolveu análise de engenharia de tráfego e automação com Ansible, shell script e PHP. Seu interesse está na implantação de automação de rede na região, propondo a realização de um trabalho técnico intitulado “Automação de redes: Idempotência na configuração de um AS” Ela disse que muitos hijacks são devidos a erros de configuração e, portanto, propõe empoderar os analistas de rede para conhecer as ferramentas disponíveis para a automação e criar templates de configuração no Ansible que sigam boas práticas.

Sanie Elizabet Benitez, Paraguay.

Mentor: Max Larson Henry

Sanie trabalha para a UFINET Paraguai SA. É engenheira em computação com conhecimentos dos seguintes protocolos: l3mpls, bgp, rip, vrrp, static, cluster em juniper. Sanie tem experiência em lidar com os forwarding de portas e IP para NAT. Propôs a realização de um trabalho técnico intitulado “Habilitar novos ASN e prefixos IPv4 e IPv6 e alocá-los pela rede GPon.” Seu interesse era estudar como habilitar um novo ASN e prefixos IPv4 e IPv6 por provedores e distribuir o serviço em uma LAN para clientes com rede GPON que tenham acesso à internet e possibilidade de habilitar IPTV.

Maria Jesus Cresci Barrientos, Uruguay.

Mentor: Marcela Orbiscay

María Jesús é Engenheira Telemática graduada pela Universidade de Montevidéu. Está interessada em áreas de estudo relacionadas a networking e o software integrado a essas tecnologias, tanto SDN quanto SD-WAN. Ela procura principalmente a integração de infraestrutura com software, e pesquisar sobre essa convergência que está ocorrendo em diferentes áreas: gerenciamento de equipamentos, telemetria, controle de tráfego por software, plataformas de coleta de dados de sensores da IoT, entre outras. Fez um trabalho técnico intitulado "Protocolos e plataformas de software para o desenvolvimento efetivo da IoT."  O trabalho é focado principalmente na IoT e os protocolos de rede necessários para áreas onde não há cobertura de sinal de qualquer tipo (por exemplo, áreas rurais) e onde se querem implementações de sensores para monitoramento de propriedades, pecuária, variáveis ??ambientais, entre outros. O estudo técnico trata da viabilidade de uso de diferentes protocolos de acordo com seus pontos fortes para conectividade em áreas remotas, estudando também as funções e características adequadas de uma plataforma de software padrão para receber as variáveis ??coletadas pelos sensores.

Yisel Elena Tamayo, Cuba

Mentor: Álvaro Retana

Yisel é Engenheira em Ciência da Computação. Hoje atua como administradora de sistemas e servidores, e suas tarefas estão associadas à implantação de sistemas e soluções na nuvem, bem como à manutenção e monitoramento de sua infraestrutura. Ela se propôs trabalhar na pesquisa “Modelo de gestão e controle de disponibilidade na automação dos processos de monitoramento da infraestrutura tecnológica”. Este trabalho oferece a possibilidade de executar o modelo de gestão de TI em GSI, evidenciando nos componentes tecnológicos um aumento significativo no tempo e/ou percentual de disponibilidade.

Jacqueline Pereira da Silva, Brasil

Mentora: Wanda M. Pérez 

Jacqueline, com mestrado em Engenharia em Energia Elétrica, atua como Analista Sênior de Redes na Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP onde desenvolve atividades de projeção, instalação, configuração e operação de redes gerenciadas pelo PoP-PR.  Seu trabalho foi baseado em um estudo de caso intitulado “Implementação da arquitetura BGP RPKI em um ambiente Juniper no ASN da UFPR, a fim de verificar a eficácia na mitigação de ameaças à Segurança da Informação do Sistema”. Com foco na implementação de BGP RPKI em um ASN Juniper para avaliar a eficiência na mitigação de ameaças, ela buscou criar um modelo para implementar BGP RPKI em sistemas da Internet que usam equipamentos Juniper, bem como disponibilizar os modelos e relatórios obtidos para que os operadores de rede, IXP e CDN possam melhorar seus níveis de segurança de rede.

Dalia Kelly Terán Arévalo, Colombia

Mentora: Nathalia Sautchuk

Dalia é Engenheira em Eletrônica e Telecomunicações. Ela tem conhecimentos e experiência no gerenciamento de redes e serviços no IPv4 e IPv6, endereçamento IP, segurança em redes e sistemas de informação, e protocolos e mecanismos de segurança. Sua pesquisa esteve focada na área de segurança em redes: "Análise de segurança em redes de informação IPv6 em um ambiente virtualizado". O projeto explorou como implementar e analisar a segurança da rede IPv6 de uma organização, minimizando a exposição de ataques antes de colocá-la em produção e sem afetar o funcionamento da rede operacional.

CHK_LACNIC