WHOIS Mi LACNIC
Su dirección IP es / Your IP address is: 

Prêmio Trayetória 2009

LACNIC anuncia que a primeira edição do Prêmio Trajetória (2009) tem sido outorgada à Sra. Ida Holz, Diretora do Serviço Central de Informática da Universidade da República do Uruguai.

O Prêmio Trajetória é uma iniciativa do LACNIC para distinguir e reconhecer àquelas pessoas que tiverem realizado contribuições relevantes ao desenvolvimento da Internet e da Sociedade da Informação na região da América Latina e o Caribe.

Além disso, nesta edição, o júri tem decidido conceder uma menção especial à pesquisadora Sra. Amy Mahan, como reconhecimento de su contribuição ao desenvolvimento da Internet,  a alguns meses de sua morte.

Acerca das premiadas

Ida Holz

No começo dos anos 70, Ida Holz fez parte  da primeira turma de formados em Engenharia em computação pela Universidade onde ainda trabalha.  Esse fato marcaria o que tem sido durante sua vida toda: uma pioneira.

Em 1987 assumiu o cargo que ainda ocupa hoje e desde essa posição liderou o desenvolvimento da Rede Acadêmica Uruguaia e sua posterior conexão à Internet no começo dos anos 90. Ida tem desempenhado um papel de primeiríssima linha no desenvolvimento e evolução das TICs no Uruguai. Desde 2005 ocupa um cargo na Diretoria da Agência de Sociedade da Informação do Uruguai (AGESIC) tendo uma  participação muito importante no bem-sucedido Plan Ceibal, a versão uruguaia do programa "One laptop per child".

Mesmo que o papel da Ida no Uruguai tem sido extremadamente relevante, suas contribuições mais importantes têm sido a nível regional. No começo dos anos 90, fez parte do grupo de pioneiros da Internet da região, cujos esforços colaborativos em procura de massa crítica e cooperação permitiram o desenvolvimento das primeiras redes nacionais que serviram como base para o desenvolvimento do que hoje é a Internet na América Latina.

Ida não poupou esforços em estabelecer comunicação entre os promotores, construtores e operadoras da Internet da América Latina e o Caribe, procurando que se conhecessem entre si e trabalhassem em parceria, com conhecimento técnico, espírito de colaboração e prioridade no serviço à comunidade.

Foi assim que junto com outros colegas, cujos aportes também têm sido muito valedouros, fez parte dos principais empreendimentos organizativos da região. Foi protagonista da construção do Fórum Latino-americano de Redes, do Registro de Endereços da Internet para a América Latina e o Caribe (LACNIC), da Organização de ccTLDs latino-americanos e do Caribe (LACTLD) e da Cooperação Latino-americana de Redes Avançadas (CLARA). Sua atividade sempre tem sido marcada por sua alta dedicação, sua entrega e seu compromisso.

Ida Holz tem sido uma pessoa relevante que tem realizado uma contribuição ao desenvolvimento das TICs na América Latina de forma permanente nos últimos 20 anos e a relevância de seu trabalho é elogiável não apenas pelos resultados concretos obtidos mas também pelo exemplo que constitui para a comunidade toda.

Amy Mahan

LACNIC em sua primeira edição do Prêmio Trajetória emite essa menção póstuma para reconhecer seu trabalho e seus aportes ao desenvolvimento da Internet, principalmente seu apoio ao desenvolvimento da pesquisa na América Latina e o Caribe.

A comunidade de especialistas em TICs para o desenvolvimento tem perdido a um dos seus integrantes mais destacados. Em 5 de março de 2009, Amy Maham faleceu em Montevidéu depois de uma curta batalha contra o câncer, aos 47 anos na cúpula de sua carreira profissional. Sobrevivem-lhe seu companheiro Bruce Girard e sua filha Danielle.

Amy foi uma pesquisadora científica destacada, editora técnica, escritora, consultadora e coordenadora em várias iniciativas de tecnologias de comunicação para o desenvolvimento. Nascida em São Francisco, nos Estados Unidos, sua trajetória esteve marcada por sua participação em iniciativas de caráter global e regional, apoiando projetos e iniciativas ao redor do mundo, e pelo compromisso com o direito à informação e  comunicação como sustento do desenvolvimento social e humano e o trabalho colaborativo a nível internacional.

Seu trabalho esteve focado principalmente na área da reforma ao sistema de telecomunicações e o desenvolvimento de políticas públicas em países em desenvolvimento. Esse compromisso foi sempre evidenciado através da profundidade e diversidade de seu trabalho de pesquisa ajuntado com sua esquisita capacidade para editar e desenvolver inovadoras estratégias de disseminação que usou para promover os resultados de suas pesquisas e facilitar sua compreensão. Amy acreditava fervorosamente que a maior fraqueza do processo de pesquisa é sua disseminação, e demonstrou de forma ampla sua capacidade criativa para inovar nessa área e ampliar a efetividade de qualquer uma das pesquisas nas que tivesse participado.

Seu legado em nossa região, estende-se a través de cada uma de suas contribuições à pesquisa das novas tecnologias de informação e comunicação, a inclusão digital e o uso de tecnologias emergentes na inclusão digital, com dozenas de trabalhos de pesquisa dedicados a análise e desenvolvimento de propostas de relevância regional publicadas por LIRNE e COMUNICA; o apoio à constituição e desenvolvimento de redes como DIRSI; e sua luta para que os reguladores e as regulações usem métricas mais ajustadas à realidade de nossos países com um olhar desde os mais pobres, publicado em seus trabalhos para RegulateOnline, que com certeza tem sido um aporte significativo para a América Latina e o Caribe.

Top CHK_LACNIC