Resolução Reversa / DNS

Configurações - Bloco IPv6

Igualmente a IPv4, para fazer a configuração para resolução inversa é necessário inicialmente configurar um servidor DNS para responder por uma domínio específico.

No caso de um bloco IPv6 de prefixo /64, por exemplo 2001:0DB8::/64, há de se configurar um servidor para responder pelo domínio: 0.0.0.0.0.0.0.0.8.B.D.0.1.0.0.2.ip6.arpa

Considerando também um servidor DNS com software BIND e um ambiente Unix a configuração consistiria das seguintes partes:

Criar um arquivo de configuração geral contendo as seguintes linhas (além de outras linhas de configuração necessárias para correta operação do servidor):

zone "0.0.0.0.0.0.0.0.8.B.D.0.1.0.0.2.ip6.arpa"{

type master;

file "0.0.0.0.0.0.0.0.8.B.D.0.1.0.0.2.ip6.arpa.db";

};

As linhas acima indicam a zona para a qual o servidor deverá responder com autoridade, o tipo de servidor (master ou slave) e o arquivo onde estarão as informações da zona em questão.

Em seguida será necessário criar o arquivo que conterá as informações dessa zona. Esse arquivo deve ter o mesmo nome daquele indicado na configuração geral do servidor.

Basicamente o arquivo teria as seguintes informações:

0.0.0.0.0.0.0.0.8.B.D.0.1.0.0.2.ip6.arpa. IN SOA ns.example.org root.example.org (

1 ; serial

3600 ; refresh

3600 ; retry

3600 ; expire

900) ; minimum

0.0.0.0.0.0.0.0.8.B.D.0.1.0.0.2.ip6.arpa. IN NS ns.example.org.

1.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0 IN PTR host1.example.org.

2.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0.0 IN PTR host2.example.org.

As linhas acima indicam o nome da zona que se está configurando e seus RR (Resources Records), como por exemplo, o SOA (Start of Authority), que indica o servidor autoridade para essa zona. Em seguida as informações entre parênteses tem o objetivo de organizar a sincronização com servidores secundários (slaves). Em seguida há informação dos servidores DNS para a zona, que podem ser mais do que um. E finalmente as informações mais interessantes no caso da resolução inversa, que são aquelas indicado o nome associado a cada endereço IP do bloco. O Resource Record PTR indica um ponteiro entre o endereço e respectivo nome. Por exemplo, o endereço 2001:0DB8:0000:0000:0000:0000:0000:0001, que também pode ser representado como 2001:0DB8::1, tem associado o nome host1.example.org.